3 de julho de 2018

Pierre Christin - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Argumentista
(França) Saint-Mandé, 27 de Julho de 1938

Pierre Christin está entre os melhores escritores actuais de BD. Christin estuda línguas e política, sendo  professor de francês numa universidade americana. Nos Estados Unidos, encontra o seu amigo de infância, Jean-Claude Mézières, com quem realiza um pequeno filme para uma estação de televisão local. Christin Mézières, em seguida, começam a produzir material para a revista Pilote. Na época, ainda trabalha sob o pseudónimo de Linus. De regresso a França, continua a escrever histórias para BD para revistas como Pilote Tout Journal, para artistas como Jean Giraud, Jijé, Mazel, Jean Torton, Florenci Clavé, Raymond Poïvet e Alexis.
Juntamente com MézièresChristin cria a sua primeira série, Valérian, uma saga de ficção-científica lançada em 1970 e que se torna bastante popular ao longo dos anos. Enquanto escreve histórias para BD, Pierre Christin volta a leccionar, desta vez, numa universidade em Bordéus. Expande as suas actividades na BD na década de 1970, escrevendo para Claude Auclair (Jason Muller), Jean Vern (En Douce Le Bonheur, La Maison du Temps qui Passe , etc), Jacques Tardi (Rumeurs sur le Rouergue) e Enki Bilal (La croisière des Oubliés, O navio de pedra, As falanges da Ordem Negra, etc.) Os anos 80 trouxe novas colaborações, com Annie Goetzinger, François Boucq (o bem-humorado Les Leçons du Professeur Bourremou), Patrick Lesueur, Jacques-Henri Tournadre e Bernard Puchulu.
Pierre Christin é também o autor de várias "graphic novels", como Los Angeles, Corações Sangrentos (ambos com Bilal), Lady Polaris (com Mézières), e Le Tango du Disparu (com Goetzinger). Em 1990, lança outra série com MézièresCanal Choc. Juntos também colaboram na série Valérian para televisão. Christin continua as suas actividades de escrita com argumentos para Daniel Ceppi, Max Cabanes, Philippe Aymond, Jacques Ferrandez e Jean-Claude Denis. Além de seu trabalho na BD, Pierre Christin é autor de vários romances, além de uma incursão no teatro.

Séries publicadas em Portugal:
Valérian

Sem comentários:

Enviar um comentário