30 de julho de 2018

Milo Manara - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Maurilio Manara
Desenhador, Argumentista
(Itália) Luzon, 12 de Setembro de 1945

Foi em 1967 que Manara descobre a banda desenhada através da leitura de Barbarella e Jodelle. Assim, em 1969, desenha Genius para a editora Furio Vanio, contando a série com 22 episódios. Um ano depois, participa no projecto da revista Terror. De 1971 a 1973, em colaboração com o argumentista Francesco Rubino, concebe 48 aventuras da pirata Jolanda. Em 1974, adapta o Decameron para o Corrieri dei Ragazzi. Ainda para este periódico, com textos de Milo Milani, concebe a série A palavra ao júri. A sua primeira grande obra aparece em 1976 e trata-se de Scimmiotto. Para a editora Larousse, desenha cinco episódios de A Descoberta do Mundo. Em 1978, cria Giuseppe Bergman para a revista À Suivre. Em 1982, lança-se no western com Quatro Dedos - O homem de papel para a revista Pilote. A partir de 1981, começa a adquirir reputação de autor de banda desenhada erótica e lança o primeiro volume de O Clic. Não se limitando ao erotismo, associa-se com Hugo Pratt, que lhe escreve o Verão Índio, um one-shot que versa a colonização norte-americana do século XVII.  Também com Pratt, desenha El Gaúcho em 1992. Já neste século lança a saga dos Bórgia com argumentos de Jodorowski.

Séries publicadas em Portugal:

One-shots publicados em Portugal:
  • Quatro dedos, o homem de papel (Quatre doigts, l'homme de papier), Álbum Meribérica; Jornal da BD #9 a #16
  • Acherontia atropos (Acherontia atropos), 1982, O Mosquito (5ª série) #7
  • Verão índio (Indian summer), 1983, Milo Manara e Hugo Pratt, Álbum Meribérica [1998]
  • O perfume do invisível (Le parfum de l'invisible), 1986, Álbum Meribérica [1997]
  • Viagem a Tulum (Voyage a Tulum), 1986, Álbum Edições ASA [2003]
  • Mors tua vita mea (Mors tua vita mea), 1987, Selecções BD (2ª série) #11
  • O perfume de um sonho (Rêver, peut-être), 1987, Álbum Edições 70 [1990]
  • Curtas metragens (Courts métrages), 1988, Álbum Edições ASA [2006]
  • Câmara indiscreta (Candid camera), 1988, Álbum Meribérica [2004]
  • O muro antes e depois... (Durchbruch), Colectivo, Álbum Meribérica [1990]
  • El gaúcho (El gaucho), 1991, Milo Manara e Hugo Pratt, Álbum Meribérica [1995]
  • Encontro fatal (Rendez-vous fatal), 1996, Álbum Meribérica [2001]
  • Gulliveriana (Gulliveriana), 1996, Álbum Meribérica [2004]
  • Kama-Sutra (Kama-Sutra), 1997, Álbum Meribérica [1999]
  • A metamorfose de Lucius (La métamorphose de Lucius), 1999, Álbum Meribérica [2004]
  • As mulheres de Manara (La Donne di Manara), 2001, Álbum Meribérica [2001]
  • Nua pela cidade, Álbum Meribérica [1999]
  • As mulheres de Manara, Álbum Meribérica [2001]
  • O pintor e a modelo (Il pinttore e la modella), 2004, Álbum Edições ASA [2003]
  • Astérix e os seus amigos - Homenagem a Albert Uderzo (Astérix et ses amis - Hommage a Albert Uderzo), 2007, Colectivo, Álbum ASA [2008]
  • O rei-macaco, Milo Manara e Silverio Pisu, Álbum Arte de Autor [2017] 
[actualizado em 22-7-2018]

Sem comentários:

Enviar um comentário