31 de outubro de 2017

Marc Lebut - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Humorístico
(Bélgica) Spirou #1452, 10 de Fevereiro de 1966 - Éditions Récréabull, 1986
Maurice Tillieux (argumento) e  Francis (desenhos)
Estreia em Portugal: Pisca-Pisca #16, Junho de 1969
Outras publicações: Jacaré, Spirou (2ª série)

Marc Lebut tem um antigo Ford T que juntamente com o seu vizinho Monsieur Goular partem para aventuras estonteantes. Maurice Tillieux assegura os argumentos até à sua morte em 1978. Francis continua a série com argumentos de Maric e, em 1986, a série termina com um episódio com textos de Lucien Froidebise.

Quadriculografia portuguesa:
  • Allegro Ford T (Aleggro Ford T), 1966, Spirou (2ª série) #1 a #24
  • A vitória do Ford T (Le Ford T gagne), 1972, Jacaré #1 a#13
  • Não se pode ser prestável (?), ?, Pisca-Pisca #16
  • O calhambeque regressa ao passado (?), ?, Pisca-Pisca #28
  • Fim de semana acidentado (?), ?, Pisca-Pisca #29
[actualizado em 8-1-2015]

Ás de Espadas - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
As de Pique
Guerra
(França) Éditions Dargaud, 1989
Ricardo Barreiro (argumento) e Juan Giménez (desenho)
Estreia em Portugal: O Mosquito (5ª série) #1, Abril de 1984
Outras publicaçõesÁlbum Editorial Futura


No verão de 1941 iniciam-se as missões sobre território alemão da 8ª Companhia da Força Aérea norte-americana. O contingente, estacionado na Grã-Bretanha, tinha como principal objectivo aniquilar o sistema de comunicações, a indústria bélica e qualquer suporte para o esforço de guerra do III Reich. Os aviadores americanos encarregam-se das missões diurnas, consideradas mais arriscadas que as nocturnas, responsabilidade que cabia aos britânicos. É neste cenário que se desenvolve os episódios de Ás de Espadas, que recriam os bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial e as suas consequências para as nações beligerantes.

Quadriculografia portuguesa:
  • [-], O Mosquito (5ª série) #1
  • Afundar o Von Ruddel, O Mosquito (5ª série) #2
  • Little Nemo (Little Nemo), O Mosquito (5ª série) #3
  • Difícil regresso, O Mosquito (5ª série) #4
  • Dresden, inferno nocturno, O Mosquito (5ª série) #5
  • Dresden, inferno diurno, O Mosquito (5ª série) #6
  • Amor e aviões, O Mosquito (5ª série) #7
  • O voo final, O Mosquito (5ª série) #8
  • Ás de Espadas - 1º volume, Álbum Editorial Futura [1985]*
  • Ás de Espadas - 2º volume, Álbum Editorial Futura [1985]*
* colectânea
[actualizado a 2-2-2015]

Revista Donald nº 4 nas bancas a 31 de Outubro

Histórias nesta edição:

Os Contos de EDGAR ALLAN PATOE
As investigações de AUGUSTE DUCKPIN
Texto de: Riccardo Secchi
Desenhos de: Libero Ermetti

TODO SUPERPATO
Texto de: Bruno Concina
Desenhos de: Danilo Barozzi

COLÓQUIOS DOS PATOS
SINAIS DE FUMO
Texto de: Bruno Sarda e Giorgio Figus
Desenhos de: Lara Molinari

Zé Carioca
Meditações
Texto de: Eli Marcos M. Leon

Zé Carioca
O eco do Rio
Texto de: Eli Marcos M. Leon

Mickey
e a BIBLIOTECA INFINITA
Texto de: Pietro Zemelo
Desenhos de: Luca Usai

Tuurgh, o pintor rupestre

A editora Procyon edita o primeiro livro de banda desenhada, escolhendo o artista português José Abrantes com o seu herói, Tuurhg, um pintor rupestre.

Tuurgh, o Pintor Rupestre, é um artista de um tempo em que as coisas eram mais simples: no Verão fazia calor, no Inverno frio, a chuva molhava, à noite sabia bem vir para a beira da fogueira, o «bullying» chamava-se socialização, e a maior parte dos problemas podia ser resolvida com a correcta utilização de uma «tunga». Tuurgh é um artista irascível, sem um pingo de paciência para as contrariedades da vida. Gosta de olhar para uma rapariga bonita, mas não hesita em usar uma «tunga» perante qualquer problema que apareça. Vamos acompanhar o Tuurgh pela floresta, enquanto ele tenta resolver um problema de uma forma inédita (sem usar uma «tunga»!), na companhia do seu fiel amigo Putu. Será que o Tuurgh vai saber resolver os seus problemas?

Tuurgh, o Pintor Rupestre vol. 1, José Abrantes, Procyon, 60 pp., cor, cartonado, 10,50€

O rio salgado

A editora Polvo lançou "O rio salgado" de Jan Bauer. A obra encontra-se já disponível no 28º Amadora BD, que decorre de 27 de Outubro a 12 de Novembro, e onde a Polvo marca presença com stand próprio.

No núcleo central do Festival (Fórum Luís de Camões) encontra-se patente uma exposição do autor sobre a obra em questão.

Jan Bauer estará presente no Festival a 4 e 5 de Novembro. No domingo, dia 5, pelas 15h, está prevista uma visita guiada pelo autor à sua exposição, com apresentação simultânea do livro, ao que se seguirá, entre as 16 e as 19h, uma sessão de autógrafos, na zona comercial do evento.

O LIVRO

Na sequência de um drama pessoal, Jan Bauer parte em direcção ao interior australiano para um périplo solitário nas vastas extensões desérticas atravessadas pelos famosos “Larapinta trail” e "Rio salgado". Quatrocentos e cinquenta quilómetros a pé, através do coração escaldante da Austrália.
Etapa a etapa, envolvido por uma selvagem e magnífica paisagem, vai-se paulatinamente libertando do balastro emocional que transporta. Tudo muda quando se cruza na rota de Morgana, uma caminheira francesa.
De uma forma lenta, mas inexorável, os dois viajantes do deserto vão aproximar-se...
“O rio salgado” é o primeiro romance gráfico de Jan Bauer. Conta uma história de amor terno e inesperado, magnificamente enquadrada por espectaculares paisagens, que transporta o leitor ao fim do mundo, sob o trópico de Capricórnio.

O AUTOR

Jan Bauer nasceu em Preetz, no norte da Alemanha, em 1976. Cursou Ilustração na Universidade de Ciências Aplicadas de Hamburgo e Animação no Queensland College of Art, em Brisbane. Durante os seus estudos especializou-se como pintor de paisagens, voltando-se depois para o cinema de animação. A partir de 2002, começa a trabalhar como ilustrador freelancer, designer, argumentista e realizador e aparece ligado à produção de numerosos filmes publicitários em animação, curtas e longas-metragens, e séries. Foi também professor. Bauer apresenta-se como um fã de desportos de exterior, sempre pronto a afrontar os desafios da natureza. A sua paixão por viagens é tratada em “O rio salgado”. Vive em Hamburgo.

O rio salgado, Jan Bauer, Polvo, 240 pp., p&b, capa a 4 cores com badanas, 15,79 €

30 de outubro de 2017

César - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Humorístico
(Bélgica) Spirou #1004, 11 de Julho de 1957 - Le Moustique, 28 de Julho de 1966
Maurice Tillieux (argumento e desenho)
Estreia em Portugal: Jacaré #1, 29 de Maio de 1974
Outras publicações: Spirou (2ª série), Jornal da BD


Imaginado pelo prolífico TillieuxCésar conhece aventuras banais e quotidianas. Desenhador para crianças, solteirão, César conduz um incrível calhambeque. O seu vizinho é o polícia Petitcarné, de cuja filha Ernestine desfaz-se de mimos. Églantine, a sua mulher-a-dias, tem também um papel importante na série, com as suas reflexões judiciosas. A série teve 299 gags, terminando em 1966.

Quadriculografia portuguesa:
  • [Gag], Jacaré #1 a #6 e #8 a #17
  • [Gag], Spirou (2ª série) #3 a #31
  • [Gag], Jornal da BD #145 a #168 e #174
[actualizado em 8-1-2015]

Vic Valence - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Romance Gráfico
(França) Circus #89, Setembro de 1985
Jean-Pierre Autheman (argumento e desenhos)
Estreia em Portugal: Álbum Meribérica, 1988


Vic Valence é o comandante do veleiro Pélicanos que navega nos mares do Sul. Todavia, Vic tem pouca sorte com os seus clientes, ora tiranos, malfeitores ou prostitutas.Vic Valence é uma óptima série de aventura nostálgica e poética.

Quadriculografia portuguesa:
  • Uma noite em casa de Tennessee (Une nuit chez Tennessee), 1985, Álbum Meribérica [1988]
  • A passageira silenciosa (La passagère silencieuse), 1987, Álbum Meribérica [1988]
[actualizado a 4-2-2015]

Nem todos os cactos têm picos

"Nem todos os cactos têm picos" da portuguesa Mosi é mais uma novidade da editora Polvo para lançamento no Amadora BD.

Sinopse da obra:
Desde que se conheceram na primária, Rita e Luísa cresceram e brincaram muito juntas, e por isso gostam essencialmente das mesmas coisas. São colegas de turma, partilham tudo, falam de qualquer assunto. Não sabem se serão melhores amigas para sempre, mas esta é uma história sobre amizade autêntica. A delas.

Sobre a autora:
Mosi nasceu em Lisboa, em 1994. É licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e vive na Ericeira desde os seus 13 anos, onde fundou a associação cultural EriceiraBD.

Nem todos os cactos têm picos, Mosi, Polvo, 24 pp., preto e branco, capa cartonada a 4 cores, 6,99€

29 de outubro de 2017

Forte Wheeling - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Western
(Itália) Supermisterix, 1962 - Éditions Casterman, 1995
Hugo Pratt (texto e desenho)
Estreia em Portugal: Álbum Edições ASA, Novembro de 2002


A região de Wheeling Creek é habitada por três tribos de peles-vermelhas, Shawnees, Delawares e Mengwees, aquando da colonização branca. É nesta colina que Pratt nos relata de uma forma histórica e romântica a coabitação entre os índios, os colonos e os soldados americanos.


Quadriculografia portuguesa:
  • Tomo I (Fort Wheeling), Álbum Edições ASA [2002]
  • Tomo II (Fort Wheeling - 2eme époque), Álbum Edições ASA [2002]
[actualizado em 11-1-2015]

Sur le route avec Astérix

A revista francesa Auto-Plus lançou um número especial dedicado a Astérix, debruçando-se sobre as temáticas relativas ao meios de transporte nas aventuras dos gauleses.

Sur la route avec Astérix, Auto-Plus Hors-série, cor, 100 pp., 7,50€

Fim do mundo

"Fim do mundo" é uma novidade da Polvo, inserida na colecção Romance Gráfico Brasileiro. A obra de André Ducci será lançada no 28º Amadora BD, que decorrerá de 27 de Outubro a 12 de Novembro, e onde a Polvo estará presente com stand próprio.

Sinopse:
Fim do mundo surgiu do interesse do autor pelo tema da exploração polar, no começo do século XX. Sem fazer uso de palavras, apenas com desenhos a preto e branco, Ducci narra a história de um homem que tem de enfrentar todas as adversidades que lhe são colocados no caminho. Um homem solitário lutando pela sobrevivência, contra o vento, a neve e o mar, e que, nesta sua jornada, se depara com o impacto que a Humanidade foi tendo na natureza. E vice-versa.
Esta interacção transforma-se num ciclo, numa engrenagem, que, ao rodar, nos torna cada vez mais solitários.

André Ducci (Curitiba, 1977) é formado em Gravura, sendo conhecido pelo projecto “Anatomista”, que relaciona anatomia científica com artes gráficas. Trabalhou, no domínio da ilustração, para a marca de skateDrop Dead”. Fez parte do projecto “Candyland” e teve trabalhos publicados em várias revistas: “Simples”, “Velotrol”, “Entropia”, “Boca”, “Aargh!!!” (República Checa) e “Stripburger” (Eslovénia). Publicou BDs em colectâneas como “MSP+50”, “Fierro Brasil”, “Cidade Sorriso dos Mortos”, “Entre 4 Linhas” e “Vigor Mortis 2”. Ilustrou o livro “Guia de Ruas sem Saída”, de Joca Reiners Terron.

Fim do mundo, André Ducci, Polvo, Romance Gráfico Brasileiro, 80 pp., p&b, capa brochada a 4 cores, com badanas, 8,90 €

Delta 99 - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Ficção Científica
(Espanha) Delta 99, 1968-1970
Roger (argumento) e Carlos Giménez (desenhos) 
Estreia em Portugal: Modernos da BD #1, Setembro de 1973
Outras publicações: Lince


Delta 99 é uma espécie de James Bond do futuro que abandona o seu planeta de origem para percorrer o espaço. Sempre rodeado de bonitas  mulheres, Delta 99 luta contra numerosos inimigos, entre os quais a Madame Lu. Os primeiros argumentos são de Roger (pseudónimo de Josep Toutain) com desenhos de Carlos Giménez. Posteriormente são substituídos pelos desenhadores Adolfo UseroNebot, Mascaro e Manuel Ferrer com os argumentistas Victor Mora Flores Thies.

Quadriculografia portuguesa:
  • [-] (?), ?, C. Giménez e Roger, Modernos da BD #1
  • [-] (?), ?, C. Giménez e Roger, Modernos da BD #5
  • As ratazanas (?), ?, C. Giménez e Roger, Modernos da BD #5
  • Super Delta (?), ?, C. Giménez e Roger, Modernos da BD #1
  • Gettyburg! (Gettyburg!), ?, C. Giménez e Roger, Modernos da BD #1
  • [-] (?), ?, C. Giménez e Roger, Lince #7
[actualizado a 4-2-2015]

A última nota

"A última nota" é mais uma edição da editora Escorpião Azul, disponível no Amadora BD.

Sinopse:
é um músico de sucesso. Alexandre é um escritor falhado. Os dois, nada têm em comum excepto terem amado a mesma mulher. Quando se reúnem no funeral desta, decidem pôr em prática um plano arriscado para garantir que nenhum deles sofre o mesmo destino e cai no esquecimento.

André Mateus nasceu em Lisboa, a 26 de Fevereiro de 1990. Licenciado em Ciências da Cultura pela Faculdade de Letras e frequentou o curso de Escrita para Cinema, TV e New Media na escola criativa RESTART. Foi guionista no talk show "… a Vida, Alvim" e trabalha actualmente para a produtora Lanterna de Pedra Filmes. Além d’ "A última Nota" com a editora Escorpião Azul, publicou "Hotel Hell" com a WP Comics e "Deiciders" com a VMComics, o seu selo independente, tendo também escrito várias histórias curtas de banda desenhada para a revista H-alt e outras antologias internacionais.

Filipe Duarte nasceu em Lisboa, a 29 de Agosto de 1978. Desde sempre se interessou por ilustração e Banda Desenhada, tendo sido influenciado por inúmeros artistas tais como Jack Kirby, Giorgio Cavazzano, Osamu Tezuka e Moebius. Criador de revistas de banda desenhada e ilustrador, frequentou o Curso de Ilustração e Banda Desenhada do ar.co Centro de Arte e Comunicação Visual. Criou o fanzine Znok e participou em inúmeros projetos, tais como a Zona, H-alt, Portugal 2055, Kzine, Kurt Belcher’s World, Tertúlia BDZine e Something Weird.

A última nota, Filipe Duarte e André Mateus, Escorpião Azul, 64 pp., p&b, 11€

28 de outubro de 2017

Jesuit Joe - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Western
(França) Pilote
Hugo Pratt (texto e desenhos)
Estreia em Portugal: Selecções BD (2ª série) #31, Maio de 2001


Jesuit Joe é um nativo canadense, vestido com um uniforme da Polícia Montada do Canadá, que vai auxiliando todos os que precisam de ajuda. A série, que decorre nos finais do século XIX, princípios do século XX, é um hino à responsabilidade, humanidade e justiça social.

Quadriculografia portuguesa:
  • [-], Selecções BD (2ª série) #31
[actualizado em 11-1-2015]

Hors-série do L'Express dedicado a Astérix

Aproveitando o lançamento do 37º álbum das aventuras de Astérix e Obélix, a revista francesa L'Express lançou um número especial dedicado aos famosos heróis gauleses.

A revista divide os artigos em três grandes capítulos:
  • L'art d'Astérix, onde se revela uma breve história do herói, uma entrevista a Uderzo, uma outra entrevista a Zep e Boucq;
  • La saga Astérix, com artigos sobre Goscinny, os gauleses, a revista Pilote, Astérix poliglota, etc.;
  • Le tour d'Italie com inéditos e making-off de Astérix et la Transitalique.
L' Express HS #5, octobre-novembre-décembre 2017, 124 pp., cor, 8,40€

Tónius, o Lusitano - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Humorístico
(Portugal) Spirou #1, 10 de Abril de 1979 - Editorial Pública, 1981
Tito (argumento) e André (desenhos)
Estreia em Portugal: Spirou (2ª série) nº 1, 10 de Abril de 1979
Outras publicações: Álbum Editorial PúblicaJornal da BD


Tónius é um guerreiro de uma tribo dos Lusitanos que combate os árabes, quando estes ocupavam a Península Ibérica. Trata-se de uma réplica às aventuras de Astérix, o gaulês que combate o invasor romano.

Qudriculografia portuguesa:
  • A truta de ouro, 1979, Spirou (2ª série) #1 a 22; Jornal da BD #115 
  • Uma aventura nas Astúrias, 1985, Álbum Editorial Pública [1981]; Jornal da BD #159
[actualizado a 5-2-2015]

Figuras de Tintin #45: Milu com o escafandro lunar

Nesta entrega a figura seleccionada é novamente o inseparável amigo de Tintin, Milou, que acompanha o herói em todas as suas aventuras, inclusive na ida ao Lua. A referência da miniatura encontra-se na vinheta C4 da prancha 37 do episódio "Explorando a Lua".

Figuras de Tintin #45: Milu com o escafandro lunar, Moulinsart com distribuição pela Altaya, livro de 16 pp.+estatueta+passaporte, 12,99€



27 de outubro de 2017

Homem-Aranha #7 nas bancas

Está a partir de hoje o sétimo número da revista quinzenal Homem-Aranha, numa edição portuguesa da Goody.

Sinopse: 
Ainda estão recordados do Regente? Depois da sua breve aparição no final de Homem-Aranha N.º2, o vilão mais perigoso das Guerras Secretas revela finalmente as suas verdadeiras intenções. O espectacular Homem-Aranha, o Homem de Ferro, o novo aracnídeo (Miles Morales) e os restantes elementos da nova equipa de Vingadores vão ter de trabalhar em equipa, numa história fantástica que vai deixar qualquer um de boca aberta. Mary Jane está de volta e dizem por aí que vai trocar o Homem-Aranha pelo Homem de Ferro. Será? Uma coisa é certa, a bela MJ vai assumir um papel inesperado e preponderante nesta grande aventura contra o Regente. Em paralelo, continua a tensão entre a comunidade de super-heróis devido às capacidades de precognição de um novo e misterioso inumano chamado Ulysses… e o jovem Miles Morales está prestes a sentir na pele que o seu futuro poderá mudar para sempre o mundo Marvel. Proteger o Futuro ou Mudar o Futuro? 

Histórias: 
A União Faz a Força
Argumento: Dan Slott
Arte: Giuseppe Camuncoli
Cores: Marte Garcia

Guerra Civil II (Miles Morales)
Argumento: Brian Michael Bendis
Arte: Nico Leon
Cores: Marte Garcia 

Inclui: 
AMAZING SPIDER-MAN (2015) #12-15 – Por Dan Slott, Christos Gage, Giuseppe Camuncoli, Cam Smith e Marte Gracia. E ainda: SPIDER-MAN (2016) #8-9  – Por Brian Michael Bendis, Nico Leon e Marte Gracia

Secção "R" - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Section «R»
Aventura(Bélgica) Tintin #18/27º ano, 2 de Maio de 1971 - Tintin Sélection #35, Março de 1977
Raymond Reding (argumento e desenhos)
Estreia em Portugal: Tintin Especial Anual de 1974
Outras publicações: TintinMundo de Aventuras (2ª fase)Almanaque Tintin


Secção "R", composta por Sophie Ravenne, Django Diva e Tonton, é especializada em investigação desportiva com alguma dose de fantástico.

Quadriculografia portuguesa:
  • O que faz mergulhar Sophie?... (Mais qu’est–ce qui fait plonger Sophie?…), 1971, Tintin Especial Anual de 1974
  • O 25? Nem pensar nisso!... (Le 25? Pas question!…), 1971, Tintin Especial Anual de 1978
  • O «sophar» (Le "Sophar"), 1972, Tintin # 21, #25 e #31/8º ano
  • Otomayobato (Otomayobato), 1972, Mundo de Aventuras (2ª fase) #588
  • Não é tão mau como isso (Pas si noir que ça !)1973, Tintin #42/9º ano
  • As «aguatrozes» de Tobias Junk (Les aquatroces de Tobias Junk), 1973, Tintin Especial Anual de 1975
  • Um gesto... Um olhar... Um apito! (Au doigt… A l’œil… Au sifflet !), 1974, Almanaque Tintin #6
  • O homem gordo do saco das bolas (Le gros homme plein de ballons), 1975, Tintin #18/10º ano
  • Uma cobaia chamada Django (Un cobaye nommé Django), 1976, Tintin #5 a #17/10º ano
  • [s.t.] (?), ?, Tintin Especial Anual de 1976
  • [s.t.] (?), ?, Tintin #42/11º ano
[actualizado em 13-1-2015]

Assassination Classroom #10: Hora dos ladrões

A Devir lança mais um volume da série de mangá, Assassination Classroom. Neste volume, os alunos do 3º E aprendem a arte do parkour e também o jogo dos polícias e ladrões. Itona investe todos os seus recursos numa nova tentativa de assassinar Korosensei, mas descobre que os tentáculos podem ser um fardo e não uma ajuda.

Yusei Matsui, nasceu a 31 de Janeiro em Saitama. Desenhava mangá desde o primeiro ciclo, ofício que aprendeu ao trabalhar como assistente do artista Yoshio Sawai, criador de Bobobo-bo Bo-bobo e uma das séries favoritas de Matsui

Assassination Classroom foi originalmente publicado na Shonem Jump, revista fundada em 1968, com uma tiragem semanal máxima de 6.5 milhões de exemplares nos anos 80 do século passado.

Assassination Classroom #10: Hora dos ladrões, Yusei Matsui, Devir, 196 pp., p&b, 9,99€

Johnny Hazard - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Aventura
(EUA) King Features Syndicate, 5 de Junho de 1944 a 20 de Agosto de 1977
Frank Robbins (argumento e desenhos)
Estreia em Portugal: Mundo de Aventuras (1ª fase) #1, 18 de Agosto de 1949
Outras publicações: Águia (1ª série)Audácia, Boletim do CPBD, Canguru (1ª série)CicloneCondor (amarelo)Condor PopularGrilo (APR)Espaço João TempestadeÊxitos da TVHerói (1ª série)Heróis InesquecíveisJornal do CutoMundo de Aventuras (2ª fase)Mundo de Aventuras EspecialQuadradinhos (1ª série)Selecções do Mundo de AventurasTigre (1ª série), Jornal A Época, Álbum Editorial Futura


Johnny Hazard é um piloto de aviões que escapa de um campo nazi. No regresso aos E.U.A., reencontra Snap, simpático jornalista, e a navegadora Gabby Gillepsie. Durante a guerra da Coreia, volta ao serviço da FA e vive aventuras de crime e espionagem. Em Portugal, foi baptizado de João Tempestade.

Quadriculografia portuguesa:

Daily Strips
  • 1944/06/05-1944/09/09 - Guerra no Oriente - I parte, Mundo de Aventuras Especial 19
  • 1944/09/11-1945/01/30 - Guerra no Oriente - II parte, Mundo de Aventuras Especial 25
  • 1950/04/17-1950/10/21 - Passaporte para o paraíso, Mundo de Aventuras (1ª fase) 142 a 168
  • 1950/10/23-1951/01/13 - Sadi; a sistemática, Mundo de Aventuras (1ª fase) 82 a 89, Jornal do Cuto144
  • 1951/01/15-1951/04/21 - O inocente, Mundo de Aventuras (1ª fase) 106 a 124
  • 1951/04/23-1951/07/21 - Em busca do tesoiro dos vikings, Condor Mensal 14, Álbum Editorial Futura [1983] [1]
  • 1951/07/23-1951/11/24 - Entre a espada e a parede, Condor Mensal 27, Álbum Editorial Futura [1983] [1]
  • 1951/11/26-1952/03/29 - A falsa noiva, Mundo de Aventuras (1ª fase) 347 a 368
  • 1952/03/31-1952/08/09 - Fábrica de dólares, Audácia 1 a 30/IV volume
  • 1952/10/28-1953/01/31 - Segredo perigoso, Mundo de Aventuras (1ª fase) 321 a 337
  • 1953/02/02-1953/06/06 - O roubo do ceptro, Tigre (1ª série) 1
  • 1953/06/08-1953/09/12 - O trio da libra, Audácia 1 a 24/III volume
  • 1953/09/14-1953/12/12 - Roubo de pérolas, Audácia 49 a 74/II volume
  • 1953/12/14-1954/03/13 - O coleccionador de quadros, Tigre (1ª série) 27
  • 1954/03/15-1954/06/19 - O circo romano, Mundo de Aventuras (1ª fase) 293 a 304
  • 1954/06/21-1954/09/18 - Uma aventura em Veneza, Condor Mensal 55
  • 1954/09/20-1954/12/25 - O segredo do papagaio, Tigre (1ª série) 11
  • 1954/12/27-1955/05/21 - Uma aventura perigosa, Tigre (1ª série) 17
  • 1955/05/23-1955/08/06 - Atentado na ópera, Condor Popular,1/9º volume
  • 1955/08/08-1955/10/22 - Refúgio aéreo, Condor Popular,8/7º volume
  • 1955/10/24-1956/01/21 - O mistério do moinho holandês, Mundo de Aventuras (1ª fase) 463 a 471
  • 1956/01/23-1954/04/21 - Barreira térmica, Condor Popular 8/12º volume
  • 1956/07/30-1956/10/27 - (O homem mais perigoso do mundo),Tigre (1ª série) 50
  • 1956/10/29-1957/01/26 - O segredo do avião atómico, Tigre (1ª série) 50
  • 1957/01/28-1957/05/25 - A grande aventura, Águia 73
  • 1957/05/27-1957/09/07 - Um caso de contrabando, Mundo de Aventuras (1ª fase) 513
  • 1957/09/09-1957/12/07 - Missão cumprida, Selecções (Mundo de Aventuras)16, Heróis Inesquecíveis 11
  • 1957/12/09-1958/04/05 - Missão ultra-secreta, Mundo de Aventuras (1ª fase) 858
  • 1958/04/07-1958/07/05 - Jogo duro, Selecções (Mundo de Aventuras) 32
  • 1958/07/07-1958/10/04 - Missão arriscada, Selecções (Mundo de Aventuras) 2
  • 1958/10/06-1958/12/27 - Aventura no Hawai, Condor Popular 9/21º volume
  • 1958/12/29-1959/03/21 - Um milhão de dólares, Selecções (Mundo de Aventuras) 21, Heróis Inesquecíveis 5
  • 1959/03/23-1959/07/04 - Missão arriscada, Águia 80
  • 1959/07/06-1959/10/10 - Um homem marcado, Mundo de Aventuras (1ª fase) 762
  • 1959/10/12-1959/12/26 - O traidor, Mundo de Aventuras (1ª fase) 788 a 791
  • 1959/12/28-1960/03/26 - Zona perigosa, Mundo de Aventuras (1ª fase) 757
  • 1960/03/28-1960/04/30 - A fuga, Mundo de Aventuras (1ª fase) 812
  • 1960/05/02-1960/07/23 - Segredo mortal, Mundo de Aventuras (1ª fase) 767
  • 1960/07/25-1960/10/06 - A trompete maravilhosa, Mundo de Aventuras (1ª fase) 816
  • 1960/10/10-1960/12/31 - O atentado, Mundo de Aventuras (1ª fase) 804 a 807
  • 1961/01/02-1961/04/08 - Demorado regresso, Selecções (Mundo de Aventuras) 91
  • 1961/04/10-1961/07/08 - Socorros contestados e mal recebidos, Jornal do Cuto 95
  • 1961/07/10-1961/09/23 - Vivo ou morto?, Mundo de Aventuras (1ª fase) 835
  • 1961/09/25-1961/12/09 - A tatuagem, Mundo de Aventuras (1ª fase) 825
  • 1961/12/11-1962/03/03 - A vingança do morto, Mundo de Aventuras (1ª fase) 843
  • 1962/03/05-1962/05/26 - Piloto de provas, Mundo de Aventuras (1ª fase) 839
  • 1962/05/28-1962/08/18 - O caso de Ana Capri, Selecções (Mundo de Aventuras) 133
  • 1962/08/20-1962/11/10 - O jogo aéreo, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1194
  • 1962/11/12-1963/02/02 - A moeda chinesa, Mundo de Aventuras (2ª fase) 184
  • 1963/02/04-1963/04/27 - O negócio - Wheel and Deal, Mundo de Aventuras (2ª fase) 166
  • 1963/04/29-1963/07/20 - O herdeiro de Homer Omega - My Son the Millionaire, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1223
  • 1963/07/23-1963/10/12 - O ninho da águia - The Mink-Lined Nest, Condor (Amarelo) 32
  • 1963/10/14-1964/01/04 - O amigo misterioso - Mysterious Friend, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1231
  • 1964/01/06-1964/03/28 - A pomba fugitiva - A Gift for Florian, Mundo de Aventuras (2ª fase) 87
  • 1964/09/21-1964/12/26 - Sopa alfabética - Alphabet Soup, Êxitos da TV 8
  • 1964/12/28-1965/03/20  - Os cabeludos - Operation Beardles, Mistério (Angola) 7
  • 1965/03/22-1965/06/05 - Aventura nos  Balcãs - Tell It to Telstar, Mundo de Aventuras (2ª fase) 13
  • 1965/06/07-1965/08/28 - O tesouro de Napoleão, Condor (Amarelo) 83
  • 1965/08/30-1965/11/20 - Luta no espaço - Operation Trojan Horse, Mundo de Aventuras (2ª fase) 5
  • 1966/08/01-1966/10/08  - Cimitarra, Espaço João Tempestade 3
  • 1966/10/10-1966/11/19 - Olhos no céu, Mundo de Aventuras (2ª fase) 303
  • 1966/11/21-1967/01/21 - Johnny Hazard contra a «Garra», Mundo de Aventuras (2ª fase) 322
  • 1967/01/23-1967/04/01  - Operação Garra, Espaço João Tempestade 2
  • 1968/02/26-1968/05/04 - 50 graus farenheit abaixo de zero, Mundo de Aventuras (2ª fase) 455, Espaço João Tempestade 1
  • 1969/02/24-1969/05/03 - Demasiadas vidas, Espaço João Tempestade 4
  • 1970/06/22-1970/08/22 - Crianças sem pátria, Êxitos da TV 3, Jornal A Época
  • 1970/08/24-1970/10/31 - Pagamento á consignação, Jornal A Época
  • 1970/11/02-1970/12/26 - O amante em fuga, Jornal A Época
  • 1970/12/28-1971/02/27 - Quatro ases e um joker, Jornal A Época
  • 1971/03/01-1971/05/01 - A diva e a sombra, Jornal A Época
  • 1971/06/28-1971/08/28 - Busca difícil, Quadradinhos (2ª série) 14 a 27
  • 1971/08/30-1971/11/20 - Alga marinha, Quadradinhos (2ª série) 27 a 45
  • 1971/11/22-1972/01/22 - Uma armadilha para ratos, Quadradinhos (2ª série) 45 a 59
  • 1972/06/05-1972/07/29 - Da MS para a MS, Quadradinhos (2ª série) 77 a 82
  • 1972/07/31-1972/09/30 - A irmandade, Quadradinhos (2ª série) 83 a 89
  • 1972/10/02-1972/12/09 - Mercadores de ópio, Espaço João Tempestade 5
  • 1973/06/18-1973/10/20 - Siamese Connection, Boletim do CPBD 109
  • 1977/05/16-1977/07/16 - O agente da NATO, Mundo de Aventuras (2ª fase) 415
  • 1977/07/18-1977/08/20 - Caça ao tigre, Mundo de Aventuras (2ª fase) 415
  • (nd) - Presente de aniversário, Grilo (APR) #1 a #36
  • (nd) - A guarnição esquecida, Grilo (APR) #45 a #62

Sunday pages
  • 1947/05/10-1948/01/18, Boletim do CPBD 109
  • 1949/05/29-1949/09/11 - Viagem perigosa, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1 a 16
  • 1949/09/18-1950/01/01 - A baronesa fogo, Mundo de Aventuras (1ª fase) 17 a 32
  • 1950/01/08-1950/04/23 - Os dinossauros, Mundo de Aventuras (1ª fase) 33 a 49
  • 1950/04/30-1950/10/15 - O enigma dos discos voadores, Mundo de Aventuras (1ª fase) 51 a 75
  • 1951/11/11-1952/01/20, Selecções (Mundo de Aventuras) 206
  • 1952/01/27-1952/06/08 - Cerise, artista de cinema, Mundo de Aventuras (1ª fase) 187 a 196, Herói (1ª série) 5
  • 1952/06/15-1952/11/23 - O perseguido, Mundo de Aventuras (1ª fase) 221 a 231
  • 1952/11/30-1953/03/08 - O mistério dos aviões desaparecidos, Biblioteca do Mundo de Aventuras 6, Canguru (1ª série) 73
  • 1953/03/15-1953/08/23 - A expedição ao interior da Terra,Condor Popular 8/12º volume, Mundo de Aventuras (2ª fase) 260
  • 1953/08/30-1954/01/24 - Jogo perigoso, Condor Popular 1/19º volume
  • 1954/01/31-1954/05/09 - Dupla traição, Condor Popular 1/3º volume
  • 1954/05/16-1954/10/03 - O homem da neve, Condor Popular 3/6º volume
  • 1954/10/10-1955/02/06 - O demónio da morte lenta, Condor Popular 10/4º volume
  • 1955/05/22-1955/08/21 - O rapto do magnata, Tigre (1ª série) 46
  • 1955/12/11-1956/03/25 - O cão abandonado, Tigre (1ª série) 23
  • 1956/04/01-1956/07/08 - Erro fatal, Tigre (1ª série) 46
  • 1957/07/14-1957/10/20 - (A cidade onde o tempo parou), Tigre (1ª série) 43
  • 1957/10/27-1958/02/23 - O tesouro da caverna submarina, Mundo de Aventuras (1ª fase) 472 a 478
  • 1958/03/02-1958/06/08 - O submarino misterioso, Mundo de Aventuras (1ª fase) 479 a 485
  • 1958/06/15-1958/09/28 - Ouro líquido, Mundo de Aventuras (1ª fase) 486 a 501
  • 1958/10/05-1958/01/11 - O foguetão desaparecido, Mundo de Aventuras (1ª fase) 502 a 511
  • 1959/01/18-1959/04/19 - O rapto de Katina Naxos, Condor Popular 9/27º volume
  • 1959/04/26-1959/08/16 - O voo da morte, Condor Popular 2/34º volume
  • 1959/08/23-1959/12/06 - Traição no alto mar, Águia 65
  • 1959/12/13-1960/03/27 - Missão delicada, Selecções (Mundo de Aventuras) 9
  • 1960/04/03-1960/07/10 - Assassinato por naftalina, Selecções (Mundo de Aventuras) 9
  • 1960/07/17-1960/10/30 - Uma prova difícil, Águia 49
  • 1960/11/06-1961/02/19 - O rosto perdido, Condor Popular 3/36º volume
  • 1961/02/26-1961/05/28 - O grande golpe, Ciclone 130 
  • 1961/06/04-1961/09/10 - O truque salvador, Ciclone 47
  • 1961/09/17-1961/12/24 - O ídolo, Selecções (Mundo de Aventuras) 27
  • 1961/12/31-1962/04/15 - Cartão de crédito, Selecções (Mundo de Aventuras) 27
  • 1962/04/22-1962/07/29 - O diário mortal, Canguru (1ª série) 83
  • 1962/08/05-1962/09/30 - Aventura em Paris, Mundo de Aventuras (1ª fase) 754
  • 1962/10/07-1963/01/13 - A Esquadrilha Raptada, Condor Popular 7/volume 46
  • 1963/01/20-1963/05/05 - Mulher fatal - Operation Bodyguard, Mundo de Aventuras (1ª fase) 777
  • 1963/05/12-1963/08/25 - Jóias malditas - The Diamond Mountain, Mundo de Aventuras (1ª fase) 782
  • 1963/07/23-1963/10/12 - O ninho da águia - The Mink-Lined Nest, Condor (Amarelo) 32
  • 1963/09/01-1963/12/08 - Terra maldita - Disaster Area, Mundo de Aventuras (1ª fase) 830
  • 1963/12/15-1964/03/29 - Um segredo na mente - Head-Locked Secret, Mundo de Aventuras (1ª fase) 796 a 797
  • 1964/04/05-1964/07/19 - Viagem sentimental - Sentimental Journey, Mundo de Aventuras (1ª fase),798 a 799
  • 1964/07/26-1964/11/08 - Ouro negro - Fatal Lure, Mundo de Aventuras (1ª fase) 820
  • 1964/11/15-1965/03/07 - A arma secreta - Commando Isle, Condor Popular,5/58º volume
  • 1965/03/14-1965/06/27 - Contrabando frustrado - Tea for Two?, Condor Popular,5/63º volume
  • 1965/07/04-1965/10/10 - O grande chefe - The Big Gamble, Condor Popular 2/64º volume
  • 1965/10/17-1966/01/30 - O segredo da pedra brilhante - Cargo Cult, Condor Popular 8/67º volume
  • 1966/02/06-1966/05/22 - O caso Kono - The Kono Affair, Condor Popular 8/69º volume
  • 1966/05/29-1966/09/04 - Madame Kwan, Ciclone 441
  • 1966/09/11-1966/11/13 - Salvo a tempo, Ciclone 448 
  • 1966/11/20-1967/01/22 - O dragão adormecido, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1052
  • 1967/01/29-1967/04/02 - O avião anti-radar, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1068
  • 1967/04/09-1966/07/02 - O moderno matusalém, Ciclone 478
  • 1967/07/09-1966/10/01 - O rapto do engenheiro, Ciclone 468
  • 1967/10/08-1967/12/24 - O pequeno campeão de xadrez, Condor Popular 2/81º volume
  • 1967/12/31-1968/03/10 - Dez milhões de diamantes, Ciclone 500
  • 1968/03/17-1968/06/02 - Caminhos cruzados, Ciclone 510
  • 1968/06/09-1968/08/18 - Caro diário, Condor Popular 10/81º volume
  • 1968/08/25-1968/10/27 - O falso telegrama, Condor Popular 4/85º volume
  • 1968/11/03-1969/01/12 - O roubo da coroa, Condor Popular 9/83º volume
  • 1969/01/19-1969/03/23 - Plano diabólico, Ciclone 526
  • 1969/03/30-1969/06/01 - A boutique das orquídeas, Condor (Amarelo) 15
  • 1969/06/08-1969/08/10 - O assaltante, Ciclone 568
  • 1969/08/17-1969/19/26 - A queda, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1162
  • 1969/11/02-1970/01/11 - Contrabando de armas, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1218
  • 1970/01/18-1970/03/29 - O incidente do arco-íris, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1218
  • 1970/04/05-1970/06/14 - Viagem para a morte, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1243
  • 1970/06/21-1970/08/30 - O lobo, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1240
  • 1970/09/06-1970/11/15 - Olho por olho, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1240
  • 1970/11/22-1971/01/31 - A  dinastia perdida, Mundo de Aventuras (1ª fase) 1243
  • 1971/02/07-1971/04/11 - Encontro mortal, Selecções (Mundo de Aventuras) 188
  • 1971/04/18-1971/06/27 - O grande cabot, Mundo de Aventuras (2ª fase) 63
  • 1971/07/04-1971/09/12 - O campeão de Macau, Mundo de Aventuras (2ª fase) 18
  • 1971/09/19-1971/12/05 - O teste da chantagem, Mundo de Aventuras (2ª fase) 25
  • 1971/12/12-1972/02/20 - Leilão fatal, Mundo de Aventuras (2ª fase) 40
  • 1972/02/27-1972/05/07 - O canto da sereia, Mundo de Aventuras (2ª fase) 50
  • 1972/05/14-1972/07/30 - Cheque-mate, Mundo de Aventuras (2ª fase) 139
  • 1976/09/12-1976/10/31 - Máquina ou monstro?, Mundo de Aventuras (2ª fase) 359
  • 1976/11/07-1977/01/16 - , Mundo de Aventuras (2ª fase) 359
[1] Colecção Antologia da BD Clássica, nº 8
[actualizado a 6-2-2015]

Duke: A lama e o sangue

Uma excelente novidade no movimento editorial português é o lançamento do primeiro volume do último trabalho de Hermann, o western Duke pela editora Arte de Autor. "A lama e o sangue" ("La bout et le sangue") tem o argumento do filho de Hermann, Yves, e teve estreia mundial neste ano.

A acção passa-se 1886, num dos pequenos povoados do estado do colorado, nos Estados Unidos da América, que se vê atemorizado por pistoleiros contratados pelo proprietário de uma mina, sem quaisquer escrúpulos em matar todos os que cruzam o seu caminho.
Mas quando mulheres e crianças começam também a morrer, o ajudante do xerife, de seu nome Duke, é obrigado a abandonar a sua imparcialidade e a revelar o que melhor sabe fazer: manusear armas.

Duke: A lama e o sangue, Hermann e Y. Hermann, Arte de Autor, 56 pp., cor, capa dura, 15€

26 de outubro de 2017

Chili Com Carne no Amadora BD

Este ano a Associação Chili Com Carne está representada na BD Amadora com um stand  dividido com a MMMNNNRRRG, tal como tem acontecido nos últimos dois anos. 

Infelizmente, mais uma vez a Associação acha  que não tem um espaço digno para receber fanzines e outros editores independentes, sendo que só vão representar os zines da Ruru Comix, livros do Serrote e as serigrafias do Mike Goes West

O evento irá ter uma exposição sobre a antologia dos anos 70 - REVISÃO, cujos últimos exemplares estarão à venda!!! -, apresentação do livro Santa Camarão de Xavier Almeida com Pato Bravo (B Fachada) no dia 12 de Novembro às 16h30 e sessões de autógrafos de Amanda Baeza (29 Out), Tiago Baptista (4 Nov), Mariana Pita (5 Nov) e Xavier Almeida e Pato Bravo (12 Nov), horário a confirmar. 

Por fim, a Chili oferece uma ajudinha aos camaradas do hemisfério sul para apresentarem os seus projectos no festival. Apontem na agenda: o australiano Michael Fikaris (1 Nov, às 16h30) e o brasileiro Alex Vieira (5 Nov, às 15h30) que apresentará o novo Prego que tem um trabalho do Manuel Pereira.

Jari - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Aventura
(Bélgica) Tintin #35/12º ano, 28 de Agosto de 1957 - Tintin #10/33º ano, 6 de Março de 1978
Raymond Reding (argumento e desenhos)
Estreia em Portugal: Zorro nº 132, 17 de Abril de 1965 
Outras publicações: Nau CatrinetaAlmanaque Tintin


Após um acidente, Jari Lorrain encontra o tenista Jimmy Torrent, que decide fazer daquele um grande campeão, com os auspícios do milionário tutor, M. Berthault. As aventuras decorrem entre o desporto e o thriller. Após o término da série em 1978, Jari e Jimmy aparecem, esporadicamente, em outras séries de Reding.

Quadriculografia portuguesa:

  • Jari e o campeão (Jari et le champion), 1957, Zorro #149 a #155; Nau Catrineta #55 a #115
  • Jari na tempestade (Jari dans la tourmente), 1958, Zorro #132 a #164
  • O segredo do campeão (Le secret de Jimmy Torrent), 1959, Nau Catrineta #55 a #115
  • O rei dos avançados (Le 3ème goal), 1962, Nau Catrineta #129  a #181
  • O «knack» (Le knack), 1971, Almanaque Tintin #7
[actualizado em 10-5-2015]

Do Inferno - Uma novidade da Devir

"Do Inferno" é a história de Jack o Estripador, onde se detalha os eventos que levaram aos assassínios e o posterior encobrimento dos mesmos.

O livro combina uma investigação meticulosa com especulação informada e o resultado é uma obra-prima de ficção histórica tão convincente como aterradora.

Os autores:
Alan Moore nasceu e vive em Inglaterra. A sua extensa obra inclui livros como Watchmen, Promethea, Lost Girls, The Mirror of Love, A liga dos Cavalheiros Extraordinários e V for Vendetta. É considerado um dos melhores e mais importantes escritores de graphic novels da actualidade, tendo sido distinguido com prémios como o Hugo, Locus, Eisner, Bram Stoker, entre outros.

Eddie Campbell trabalha na sua casa de Queensland, na Austrália. Desenhador galardoado de Alec, a série de graphic novels que lhe granjeou a reputação de um dos maiores contadores de histórias no meio dos comics.

Principais distinções de "Do Inferno":
1995 Prémio Eisner para Melhor Escritor.
2001 Adaptado ao cinema pela Twentieth Century Fox.

Do Inferno, Alan Moore e Eddie Campbell, Devir, 576 pp., p&b, 39,99€

The Reincarnations: O Começo | Ataque Inesperado | Música do Mal

A Chiado Editora vai apresentar durante o Amadora BD a mais recente obra em banda desenhada de André PereiraThe Reincarnations: O Começo | Ataque Inesperado | Música do Mal.

Sinopse da obra:
Há 800 anos surgiram demónios no nosso mundo, juntamente com eles vieram poderes especiais que se fundiram com vários humanos dando-lhes grandes capacidades. O 1º Rei de Portugal foi uma dessas pessoas, juntamente com suas tropas foi derrotar Theo o demónio mais poderoso, no entanto perdeu e tomou a decisão de selar seu filho em uma espada especial conhecida por Espada Satânica. Quando enfrentou Theo novamente sacrificou a sua vida selando Theo em outro mundo. 800 anos passaram e nasceu um rapaz, seu nome é André e ele é a reencarnação do rei. Para libertarem Theo, foram criadas organizações que têm como objetivo encontrar André e matá-lo, pois ele é a chave para trazer o demónio de volta. No entanto, André, juntamente com seus companheiros, seguirá sem medo com o seu destino e derrotará todo o Mal que existe na atualidade.

Sobre o autor:
Nascido a 8 de Fevereiro de 1999, cresceu na vila de Resende situada no distrito de Viseu. Começou a fazer os seus primeiros rascunhos de mangá quando tinha 11 anos, no entanto só quando completou 14 anos de idade começou a fazer um com uma história original sua, tendo ajuda de um outro seu grande amigo ao qual está eternamente agradecido. Teve vários outros amigos na sua vida que o apoiaram, bem como a sua família, e isso é o melhor que se pode pedir. O seu mangá é inspirado em outras obras famosas como Naruto, Ao No Exorcist e Fairy Tail.

The Reincarnations: O Começo | Ataque Inesperado | Música do Mal, André Pereira, Chiado Editora

Natália - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Nathalie
Aventura
(França) Record, 1965-1973
Bernard Dufossé (argumento e desenhos)
Estreia em Portugal: Pisca-Pisca #24, Fevereiro de 1970


Natália é uma jovem loura e bonita, sempre prestável na ajuda do próximo. Socorrista, ajudante social, protectora da natureza ou voluntária de organizações internacionais, está segura contra todos os perigos. Natália é acompanhada por um grupo de adolescentes (Valérie, Claudie e Pedro) também devotados à causa.

Quadriculografia portuguesa:
  • Nem um minuto a perder (Pas une seconde à perdre), Pisca-Pisca #24
[actualizado a 7-2-2015]

Futuro Proibido - 1º volume

Mais uma novidade da Escorpião Azul para o certame Amadora BD. Desta feita, trata-se do primeiro volume de "Futuro Proibido", um original de Pepedelrey.

Sinopse do álbum:
Numa luta eternamente desigual, a traição e a coragem caminham lado a lado. O passado mistura-se com o futuro e ninguém sobrevive à lógica conhecida. Será o criminoso o verdadeiro cobarde ou o herói? O reencontro com a nossa identidade passada, no nascimento de um futuro sem diferente. Violência em combates entre espécies e a união óbvia da origem e do seu sucessor.

Pepedelrey nasceu algures no ano de 1967. Apareceu por entre muros e janelas, gritando bem alto em celebração do seu nascimento. Bem cedo começou a dedicar-se à transformação do imaginário em real, sem nunca deixar para trás a possibilidade de tornar aprendizagem uma ferramenta de desenvolvimento psico-motor. Nos agitados anos 80 do século XX entra para uma igreja do conhecimento: Escola de Artes de António Arroio. Por entre estudos na área da Imagem e da Comunicação, das Artes Gráficas, descobre o pior de todos os pesadelos: contar estórias. A loucura apoderasse dele e já no século XXI, funda uma editora, um estúdio e uma loja galeria.

Futuro Proibido - 1º volume, Pepedelrey, Escorpião Azul, 64 pp., p&b, capa mole, 11€

25 de outubro de 2017

Top das vendas de BD em França de 9 a 15 de Outubro de 2017

1º lugar (novo) [2ª semana]
Largo Winch #21: L’Étoile du matin (version classique)
Philippe Francq, Éric Giacometti
Dupuis

2º lugar (novo) [2ª semana]
Les Légendaires #20: World Without - Le Royaume des larmes
Patrick Sobral
Delcourt

3º lugar (novo) [2ª semana]
Walking Dead #28: Vainqueurs
Charlie Adlard, Stefano Gaudiano, Robert Kirkman
Delcourt



Doutor Gladstone - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Aventura
(Bélgica) Spirou #1372, 16 de Julho de 1964 - Spirou #1724, 29 de Abril de 1971
Herbert e Jijé (desenhos) e Charles Jadoul (textos)
Estreia em Portugal: Nau Catrineta #177


As aventuras decorrem em África, nos territórios dos Bantus e dos Pigmeus, onde se situa a reserva de Lufila. É nesta região que trabalha o médico Robert Gladstone, curando as pessoas, organizando safaris, combatendo aventureiros sem escrúpulos.


Quadriculografia portuguesa:

  • Doutor Gladstone (Docteur Gladstone), Jijé, Herbert e Jadoul, Nau Catrineta #177 a #190
  • Zona interdita (Zone interdit), Herbert e Jadoul, Nau Catrineta #191 a #221
[actualizado em 14-1-2015]

Colecção Oficial de Graphic Novels Marvel #52: Ultimate Homem-Aranha

Peter Parker morreu a defender os seus entes queridos do Duende Verde. Agora, um novo herói aracnídeo surgiu em Nova Iorque para dar continuidade ao seu legado heróico. Ele pode ter os poderes, mas estará Miles Morales, de 13 anos, realmente à altura de tornar-se o novo Ultimate Homem-Aranha?”

Em 2011, o Universo Ultimate sofreu uma perda terrível, quando o herói que lançou essa linha editorial morreu. Mesmo antes do último número de A Morte do Homem-Aranha chegar às bancas, a Marvel já tinha iniciado a apresentação de um novo Ultimate Homem-Aranha: um jovem rapaz de 13 anos chamado Miles Morales. De alguma forma, ele obteve poderes de aranha semelhantes aos do Peter, e ia agora assumir o seu manto. Era ousado e revolucionário, ou seja, era exactamente o tipo de história para a qual o Universo Ultimate tinha sido inventado.

O verdadeiro desafio para o escritor Brian Michael Bendis e a artista Sara Pichelli foi definir como mudar a personagem principal, mantendo a identidade de um livro do Homem-Aranha. Poderia a “essência” do Homem-Aranha ser recriada noutra personagem com um historial distinto? A resposta, como vão ver, é um tremendo 'sim'. Miles Morales e Peter Parker cresceram em ambientes muito diferentes, mas partilham do mesmo sentido de responsabilidade quanto ao uso dos seus poderes, embora por razões também elas muito diferentes.

É claro que muitos leitores mais cínicos descartaram a história como sendo um truque. No entanto, Bendis e Pichelli conseguiram calar as vozes discordantes, graças à qualidade do seu trabalho. Miles era uma personagem tão simpática que os leitores acabaram por fazer um investimento emocional no jovem herói, ao fim de apenas um punhado de números. Agora, cinco anos após a sua estreia, Miles tornou-se parte integrante do universo aracnídeo, dando continuidade ao legado do Ultimate Homem-Aranha para toda uma nova legião de fãs da banda desenhada.
(do prefácio de M. Lupoi, director editorial da Panini)

Este volume inclui uma galeria de capas alternativas e um dossier escrito por Bendis a discutir a personagem de Miles Morales e as suas diferenças com Peter Parker.

Este volume reúne parte da revista Ultimate Comics Fallout 4 e os números 1 a 5 de Ultimate Comics Spider-Man.

Colecção Oficial de Graphic Novela Marvel #52: Ultimate Homem-Aranha - Quem é Miles Morales?, Sara Pichelli e Brian Michael Bendis, Salvat, 128 pp., cor, capa dura

Blacksad - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Policial
(França) Éditions Dargaud, 2000
Juan Días Canalès (argumento) e Juanjo Guarnido (desenho)
Estreia em Portugal: Álbum Edições ASA, Junho de 2002
Outras publicações: Álbum Público/Edições ASAÁlbum Arcádia


Backsad é um detective privado numa série em que as personagens são animais humanizados. Os casos policiais envolvem uma dimensão política, nomeadamente, no combate à corrupção e racismo. Os argumentos da série envolvem-nos na atmosfera do filme negro americano.

Quadriculografia portuguesa:
  • Algures entre as sombras (Quelque part entre les ombres), 2000, Álbum Edições ASA [2002]; Álbum Público/Edições ASA [2008]*
  • Artic-Nation (Artic-Nation), 2003, Álbum Edições ASA [2003]; Álbum Público/Edições ASA [2008]*
  • Alma vermelha (Âme rouge), 2005, Álbum Edições ASA [2005]
  • O inferno, o silêncio (L'enfer, le silence), 2010, Álbum Edições ASA [2010]
  • Amarillo (Amarillo), 2013, Álbum Arcádia [2015]
*Álbum duplo [Algures entre as sombras+Artic Nation][Colecção Grandes Autores de Banda Desenhada #3]
[actualizado a 8-2-2015]

24 de outubro de 2017

Tio Patinhas #4

Hoje é dia de uma nova revista do Tio Patinhas.

Histórias nesta edição:

TODOS OS MILHÕES DO PATINHAS O Meu Décimo Sexto Milhão
Texto de: Fausto Vitaliano
Desenhos de: Stefano Intini

DONALD & o Dólar Fatal
Texto de: Riccardo Secchi
desenhos de: Francesco Guerrini

MICKEY e as ARTINUVENS
Texto de: Roberto Gagnor
Desenhos de: StefanoZanchi

SUPERPATO E O PODER TELEVISIVO DO SPECTRUS
Texto de: Mario Bolta
Desenhos de: Valerio Held

TIO PATINHAS e O TESOURO DEMASIADO FÁCIL
Texto de: Gianfranco Cordara
Desenhos de: Massimiliano Lucania

AFONSINHO ORAS, PIPOCAS!
Desenhos de: Átila de Carvalho