30 de dezembro de 2010

Diabrete

José Azevedo e Menezes já nos havia presenciado, há uns anos, com uma monografia sobre a revista de BD «O Papagaio». Coube desta vez ao Diabrete, revista dos anos 40, onde preponderaram Adolfo Simões Muller e Fernando Bento. Com edição da Bonecos Rebeldes, esta obra, profusamente ilustrada, retrata a história da revista Diabrete, desde os cabeçalhos, os suplementos e separatas, os espectáculos, os colaboradores, as secções, os concursos...
Os leitores também podem saborear os 27 episódios de Quick & Flupke impressos no Diabrete e que não foram editados posteriormente em álbum pela Verbo.

Enfim, uma obra para todos os apaixonados pelas nostálgicas revistas de BD que tanto admirámos na nossa juventude...


Diabrete, José Azevedo e Menezes, Bonecos Rebeldes, 2010, 114 pp

Figuras DC Comics #32


O Clark Kent de Terra Prime era um fã de Comics que viu como os seus sonhos se tornavam realidade ao conseguir superpoderes que o converteram em Superboy Prime. Mas o sonho transformou-se em pesadelo e o novo super-herói tornou-se uma força do mal.

Super-Heróis, Figuras de Colecção - DC Comics #32, Figura+Fascículo, 9,99 €

Figuras DC Comics #31


Aquaman é conhecido como «Rei dos Sete Mares», Aquaman é o senhor das profundezas.


Super-Heróis, Figuras de Colecção - DC Comics #31, Figura+Fascículo, 9,99 €

29 de dezembro de 2010

Figuras DC Comics #30


Captain Cold, supervilão que sonha em derrotar o super-herói Flash.




Super-Heróis, Figuras de Colecção - DC Comics #30, Figura+Fascículo, 9,99 €

Figuras DC Comics #29


A figura #29 desta colecção pertence a Booster Gold, um membro da Justice league que viajava no tempo.

Super-Heróis - Figuras de Colecção DC Comis #29, Fascículo + Figura, 9,99 €

24 de dezembro de 2010

23 de dezembro de 2010

34 dessins d'Hergé oubliés!



Trata-se de um fac-simile de uma brochura editada em 1935 pela Sociedade Nacional de Caminhos de Ferro Belgas [SNCB]. Nesta brochura encontramos uma cumplicidade entre Hergé e o combóio, iniciada logo na primeira aventura de Tintin em 10 de Janeiro de 1929. Esta edição acontece aquando da exposição no Musée Hergé consagrada a Tintin e os combóios.

A brochura é reproduzida em tiragem limitada e numerada de 1 a 2010, sendo um testemunho e uma homenagem ao casamento entre a aventura e o combóio.

34 Dessins d'Hergé Oubliés!, Moulinsart, 2010

20 de dezembro de 2010

As minhas moedas (1) - Blake & Mortimer


Anualmente, a Monnaie de Paris edita uma moeda dedicada a um herói da BD. Em 2008, coube ao Spirou, em 2009 a Lucky Luke e este ano coube à série de Edgar Pierre Jacobs, Blake & Mortimer.

Uma das faces da moeda foi inspirada no álbum «O segredo do espadão», vendo-se Mortimer e Olrik sobrevoados por esquadrilha de aviões tipo Espadão. No reverso, aparece a capa do álbum «A Marca Amarela».

Existem duas emissões: uma em ouro de 50 € e outra em prata de 10 €. Hoje recebi esta última que junto à minha colecção de numismática de BD. A edição é limitada a 10.000 exemplares com um comprovativo numerado, assim como uma protecção transparente rígida numa caixa acondicionadora.

Moeda de prata; peso de 22,2 g ; diâmetro de 37 mm ; 10 000 exemplares com comprovativo numerado; valor facial 10 €. Preço: 50 €.

17 de dezembro de 2010

Figuras Marvel #5 e #6



Recebi hoje mais duas figuras da Colecção Marvel, acompanhadas dos respectivos fascículos. O #5 é o famoso Iron Man, de nome verdadeiro Tony Stark. O Homem de Ferro apareceu pela primeira vez em Março de 1963, na revista Tales of Suspense #39. Os poderes de Iron Man residem numa força e protecção física sobre-humana, juntamente com umas botas de propulsão que lhe permitem voar e uma armadura que alberga múltiplas armas. O Iron Man pertence aos chamados super-heróis «bons».



A figura #6 pertence ao vilão Doctor Octopus, um investigador nuclear com uma mente criminosa. Doc Ock nasce na revista Amazing Spider Man #3, de Julho de 1963. Otto Ottavius (o seu verdadeiro nome) não tem poderes sobre-humanos, mas é um génio científico no domínio da radiação e da engenherai atómica. Tem quatro tentáculos de titânio, controlados telepaticamente e presos a um arnês que lhe envolve o corpo.

Figuras Marvel de Colecção #5 e #6, fascículo+figura de chumbo, 11,99 € cada

16 de dezembro de 2010

Cadernos Moura BD

2010 foi ano de centenário do nascimento de Fernando Bento, um dos grandes desenhadores de BD portugueses. Para comemorar este acontecimento, foram vários os eventos realizados, desde exposições ao lançamento de obras do autor. A Câmara Municipal de Moura, pela mão do incansável Carlos Rico, lançou um número especial dos Cadernos Moura BD, aquando do Salão de BD que anualmente se realiza naquela vila alentejana, totalmente dedicado a Fernando Bento.

Fernando Bento, ao longo da sua vasta obra, transportou vários clássicos da literatura para a banda desenhada. E é uma dessas obras, Moby Dick do escritor Herman Melville, que esta edição dos Cadernos recupera. Esta versão de Moby Dick foi originalmente editada na nostálgica revista Cavaleiro Antante, entre o nº 425 (20 de Fevereiro de 1960) e o nº 444 (2 de Julho de 1960).

Fernando Bento nasceu em Lisboa em 26 de Outubro de 1910 e faleceu na mesma cidade em 14 de Setembro de 1996. Tem uma extensa obra que se inicia em 1938 no jornal República e cuja quadriculografia pode ser consultada no catálogo da exposição Fernando Bento - Uma ilha de tesouros, realizada logo após a sua morte pela Bedeteca de Lisboa.

Cadernos Moura BD, número especial, Abril 2010, 36 pp, 5 €

13 de dezembro de 2010

Dicionário Universal da Banda Desenhada - Pequeno Léxico Disléxico

Leonardo de Sá, um reputado estudioso da banda desenhada, com um currículo editorial invejável, publicou mais uma obra no campo da 9ª Arte: o Dicionário Universal da Banda Desenhada. Trata-se de um efectivo dicionário que define todos os conceitos utilizados na BD e na ilustração. Como afirma Carlos Pessoa, o autor do prefácio, Leonardo de Sá não se limita à mera discrição de cada entrada, «proporcionando informnação substancial e detalhada sobres aspectos relevantes da própria BD, em termos históricos. estéticos ou outros».

Uma obra que não deve deixar de figurar numa biblioteca sobre BD.


Dicionário Universal da Banda Desenhada - Pequeno Léxico Disléxico, Leonardo de Sá, Pedranocharco, 2010, 201 pp.

BD Jornal #26

Foi editado o #26 da BD Jornal, a única revista portuguesa dedicada à BD. Os destaques deste número são para uma entrevista a Diniz Conefrey e uma reportagem sobre o VI Festival de BD de Beja. Também a realçar um óptimo ensaio de Diniz Conefrey sobre o autor português Fernando Relvas.

Quanto a BD propriamente dita, o editor aposta em material brasileiro, com várias histórias curtas de autores do outro lado do Atlântico.

Sendo uma revista aperiódica, a BD Jornal é pouco informativa no campo editorial português, limitando-se a alguns ensaios sobre autores e séries, por vezes, pouco convidativas para o mercado português. Para quem aprecie a BD franco-belga, a mais apreciada pelos portugueses, a BD Jornal quase a ignora, não fosse uma pequena notícia (demais conhecida) sobre uma prancha desaparecida do episódio Tintin no País dos Sovietes.

BD Jornal #26, Outubro de 2010, 102 pp, 8 €

9 de dezembro de 2010

Alix #29 - Le Testament de Cesar

Foi editada a 29ª aventura de Alix, «Le Testament de César». Este é o primeiro episódio de Alix após a morte de Jacques Martin, sendo seu autor o italiano Marco Venanzi. Alix e Enak regressam a Roma após convite do General Salva. César não se encontra em Roma, em partida para Pompeia. Os dois jovens são armadilhados num ninho de lacraus. Neste complot, um testamento de César que designa como seu sucessor um jovem gaulês que outrora houvera adoptado.




Une Aventure d'Alix #29, Le Testament de César, Venanzi, Casterman, 2010, 48 pp

Casemate #32

Foi editado o #32 da Casemate, o último do ano de 2010, referente a Dezembro. Os destaques deste número são para as histórias de amor de Loustal e Benacquista, a edição d' O Princezinho em 24 volumes pela Glenat, uma entrevista a Moebius acerca da exposição da Fundação Cartier de Arte Contemporânea, outra entrevista à dupla Loisel/Tripp acerca do lançamento do 6º tomo da série Magazin Général e, finalmente, uma outra aos criadores de Trolls de Troy pela sua 14ª aventura.

Casemate #32, Dezembro de 2010, 100 pp, 7,50 €


8 de dezembro de 2010

Zoo #28

Já me chegou o magazine gratuito francês de BD: Zoo. Trata-se do número #28 referente a Novembro e Dezembro de 2010 e está repleto inúmeras notícias sobre BD franco-belga. Destaco neste número um dossiê sobre a Mulher e a BD, uma entrevista a Daniel Pennac, o novo argumentista de Lucky Luke, uma entrevista a Jean Dufaux, autor de Mureña (para quando a edição em Portugal?) e uma reportagem sobre Thorgal. Fiquei a conhecer que a série A Pior Banda do Mundo de José Manuel Fernandes está a ser editada no mercado francês. Uma alegria para a pobre BD lusa.

Zoo #28, Nov/Dez 2010, 76 pp, gratuito

1 de dezembro de 2010

Vasco - Intégrale Tome 7

Último volume da colecção Intégrale da série de Gilles Chaillet, Vasco. Este álbum contém as duas últimas aventuras das vinte e uma que compreendem a série: «Le dogue de Brocéliande» e «Le clan Mac Douglas». O volume é complementado com dois estudos de Luc Révillon, «Mémoires de voyages» e «Le petit Vasco illustré».

As aventuras de Vasco decorrem no coração da Renascença italiana mos meandros das intrigas diplomáticas da época. A série nasceu no Nouveau Tintin nº 257 de 8 de Agosto de 1980 e terminou em álbum no ano de 2005. Em Portugal, as aventuras tiveram edição em álbum pela Edinter (4 volumes) e pelo Público/ASA (álbum duplo). A revista portuguesa Tintin também publicou um episódio, apesar ter ficado incompleto devido à extinção da revista.


Vasco intégrale 7, Gilles Chaillet, Lombard, 216 pp, 19 €

Gil Jourdan - Intégrale 4

Com este volume está completa a edição integral da obra do detective privado imaginado por Maurice Tillieux. Este volume com três episódios (Carats en vrac, Gil Jourdan et bles fantômes e Entre deux eaux) tem a assinatura no desenho de Gos (Roland Goossens) que substitui o criador da série, que mantém, no entanto, o argumento.

Gil Jourdan apareceu pela primeira vez na revista belga Spirou #962 em 20 de Setembro de 1956, só terminando em Junho de 1978 com um episódio póstumo no Tintin Spécial Policier. Em Portugal, foram publicados dois episódios: «A luva de três dedos» (Nau Catrineta e Jornal da BD) e «A evasão da borboleta» (Jacaré).


O integral termina com alguns documentos inéditos que nos fazem conhecer melhor a série.


Gil Jourdan, Intégrale 4, Tillieux e Gos, Éditions Dupuis, 256 pp, 24 €

30 de novembro de 2010

Buck Danny - Intégrale 1

Lembram-se das aventuras do piloto Buck Danny na Guerra do Pacífico no nostálgico Mundo de Aventuras e também nas duas séries da Spirou? Bons tempos! Agora as Éditions Dupuis começaram a editar a edição integral da série de Jean-Michel Charlier e Victor Hubinon. Este primeiro volume permite-nos acompanhar o jovem capitão da U.S. Air Force Buck Danny e os seus amigos, o ruivo Sonny Tukson e o taciturno Tumbler, na sangrenta Guerra do Pacífico. Podemos deliciar-nos com os três primeiros episódios, originalmente publicados na revista belga Spirou: «Les Japps attaquent» («Os japoneses atacam», Mundo de Aventuras, V série, #60 a #72), «Les mystères de Midway» («Os mistérios do Midway», Mundo de Aventuras, V série, #87 a #89) e «La revanche des fils du ciel» («A vingança dos filhos do céu», Mundo de Aventuras, V Série, #108 a #109).

Buck Danny, Intégrale 1, Charlier e Hubinon, Éditioin Dupuis, 184 pp, 19 €

Doryphores #5

O Cercle Archibald é um clube tintinófilo francês que edita, entre outras actividades, a revista anual Doryphores. Chegou-me o #5 referente ao ano em curso. Esta revista, exclusivamente para sócios, versa assuntos relacionados com a tintinofila e tem como articulistas nomes famosos no estudo da obra de Hergé, como Jacques Hiron neste número. Do sumário do #5, desaco, os seguintes artigos:
  • A origem de alguns gags de Hergé nas aventuras de Tintin (com destaque para os do português Oliveira de Figueira);

  • Entrevista com Ludovic Schuurman, autor de uma tese académica intitulada «Hergé au pay des îles noires: Etude comparée des trois versions d'un album d'Hergé»

  • A verdade sobre a infância de Tintin;

  • Tintin político, as aventuras apócrifas.

De realçar, tendo em conta as condições leoninas da Fundação Hergé, que a revista, de grande qualidade editorial, não possui qualquer imagem dos heróis de Hergé. De lamentar!


Doryphores #5, 2009, 40 pp

29 de novembro de 2010

dBD #49

Chegou-me o número 49 do magazine francês de informação sobre BD: [dBD]. O grande destaque deste número é a série Les Mondes de Thorgal com entrevistas a Yves Sente, Grzergorz Rosinski e Giulio De Vita. Les Mondes de Thorgal é uma série paralela a Thorgal onde são retratadas personagens da série «mãe»: Kriss de Valnor é a primeira.
Além deste dossiê, este número apresenta-nos a Génération 2010, uma extensa análise sobre os novos autores da bd franco-belga aparecidos neste ano que termina, onde destaco Romain Hugault, autor da série «Do Outro Lado das Nuvens», com edição recente em Portugal pela Vitamina BD.

Além do habitual Caderno Crítico, podemos ler uma reportagem sobre a BD nas paredes de Bruxelas e a terminar a habitual rubrica de Henri Filippini, este mês dedicada à série desconhecida em Portugal, Totoche.

Uma informação preciosa: o HS de Dezembro é totalmente dedicado a Hermann. A não perder!


[dBD] #49, Dezembro/Janeiro 2011, 132 pp, 10 €

27 de novembro de 2010

A I República na Génese da Banda Desenhada

A I República e a Génese da Banda Desenhada e no olhar do século XXI foi tema de uma exposição inserida no Centenário da República e que decorreu até 5 de Novembro na cidade da Amadora.
A exposição teve cinco núcleos, cada um deles a cargo de um investigador: A I República e a Amadora por João Castela Cravo, A Caricatura Modernista e a Primeira República, a cargo de Oswaldo de Sousa, O primeiro filme de animação português, por Paulo Cambraia, A Génese da moderna BD Portuguesa, por João Paiva Boléo, e A I República na BD portuguesa contemporânea.
Paralelamente, foi editado um excelente catálogo pela INCM, onde retrata parte do espólio presente na exposição, além de cinco notáveis trabalhos, a saber:

  • A I República e a Amadora, por João Castela Cravo

  • Os jornais na República, as máquinas e os homens, por Cristina Gouveia

  • A caricatura modernista e a I República, por Osvaldo Macedo de Sousa

  • A génese da moderna banda desehada portuguesa, por João Paulo Paiva Boléo

  • O pesadelo de António Maria, por Paulo Cambraia

A I República e a génese da Banda Desenhada Portuguesa e no olhar do século XXI, Catálogo de Exposição, INCM, 2010

Tintin na revista Empire

A revista inglesa de cinema Empire do mês de Dezembro de 2010 publica uma reportagem de 11 páginas dedicada ao próximo filme de Steven Spielberg, em que traz à tela uma aventura do Tintin. O filme, a estrear-se em 26 de Outubro de 2011, utiliza a técnica de captura de imagem e terá o título «The secret of the Unicorn». Jamie Bell (Tintin), Andy Serkis (Haddock), Daniel Craig, Simon Pegg (Dupond) e Nick Frost (Dupont) serão os principais actores de um filme, onde Spielberg recupera o díptico das aventuras de Tintin, «O segredo do Licorne/O tesouro de Rackham o Vermelho». A novidade para os amantes de Tintin desta edição da Empire é a publicação das primeiras imagens do filme, bem como uma entrevista ao realizador Steven Spielberg.
«The secret of the Unicorn» será o primeiro de uma trilogia dedicada ao Tintin, com o segundo a ser realizado por Peter Jackson, o realizador d' «O Senhor dos Anéis».


Empire #258, Dezembro 2010, 178 pp, 7,20 €

22 de novembro de 2010

Tintin

Mais dois álbuns da nova coleção Tintin das Edições ASA:

TINTIN - A ESTRELA MISTERIOSA

Tintin observa uma estrela que parece aproximar-se cada vez mais da Terra. Num observatório, o professor Calys descobre que é um meteorito e que em poucas horas vai embater no nosso planeta, causando o fim do mundo. Felizmente, os cientistas falham os cálculos e o meteorito passa ao lado, embora um fragmento acabe por cair no Mar do Norte. O Prof. Calys descobre que este contém um elemento químico desconhecido. É então organizada uma expedição para o recuperar, e entre o grupo está Tintin e o capitão Haddock. Mas vão ter de enfrentar um bilionário que tudo fará para impedir que os protagonistas cheguem primeiro ao destino.

TINTIN - O SEGREDO DO LICORNE

Tintin compra para o amigo Haddock o modelo de um galeão antigo, que, por coincidência, era a réplica do navio de um antepassado do capitão, o cavaleiro de Hadoque. O modelo é roubado, e logo depois a casa de Tintin é toda revirada. O que procuravam os assaltantes? Por sua vez, o capitão encontra no sótão de casa as memórias do cavaleiro. Nelas, ele narra o seu encontro no Caribe com o pirata Rackham, o Terrível, que o captura com o seu navio, e para o qual transfere os tesouros que havia pilhado. O cavaleiro consegue escapar e afunda o Licorne com todo o tesouro a bordo. Divide depois o mapa com a localização do naufrágio em três partes, que esconde em réplicas do navio. Muitos anos depois, Tintin e seus amigos decidem encontrar as partes do mapa, sabendo que para isso terão de enfrentar uma perigosa quadrilha.

Tintin, «A Estrela Misteriosa» e «O segredo do Licorne», Hergé, Edições ASA, 8,90 € cada

Blake & Mortimer #20 - A Maldição dos Trinta Denários: Tomo 2

Há cerca de 2000 anos, o Apóstolo Judas vendeu Cristo aos Romanos por trinta dinheiros de prata. Blake e Mortimer devem encontrá-los antes que originem mais uma sangria. De facto, o antigo SS Von Stahl tenta apoderar-se dessas malditas moedas, convicto de que o seu poder maléfico lhe permitirá controlar o mundo. Para isso, recorre aos préstimos de Olrik, depois de o ter libertado de uma prisão americana. Mais do que nunca, o ambicioso "coronel" está decidido a vingar-se dos seus velhos adversários. O segundo volume desta aventura já disponível com uma edição da ASA. Com argumento de Jean Van Hamme, Aubin e Schreder conseguem recuperar o espírito de Jacobs e fazer perdurar uma série nostálgica e sempre empolgante. Aubin e Schreder substituem o malogrado Yves Sente e a sua esposa Chantal Spielgeleer, que após a morte do seu marido terminou o primeiro volume. Como já vem sendo hábito, as lojas FNAC têm uma capa exclusiva.

Blake & Mortimer, «A Maldição dos Trinta Denários- Tomo 2», Van Hamme, Aubin e Schreder, Edições ASA, 2010

19 de novembro de 2010

Gaston #19


E pronto! Terminou a colecção da ASA/Público da série Gaston de André Franquin. O #19 tem o título «Cuidado com o Lagaffe».


Gaston #19, «Cuidado com o Lagaffe», Franquin, Público/ASA, 2010, 46 pp

10 de novembro de 2010

Largo Winch #17

Martha Stroegl, filha do doutor Stroegl, administrador do Banco Standard Anlage, é raptada por uma mulher mascarada que a leva para Lucerna, cidade suíça. Esta operação obriga Stroegl a desencadear um operação bancária visando a destabilização do Grupo W. Simultâneamente, nos Estados Unidos, Largo Winch assiste ao assassinato de Basil William, director da sua frota mercante, pelo turco Tungut Agda. Após a morte do assassino, Largo é acusado pelo FBI dos dois assassinatos. Largo enceta uma acção a fim de provar a sua inocência e em conjunto com Silky e Simon começam a deslindar um negócio de tráfico de armas ligado ao terrorismo internacional.


Este é o resumo do tomo 17 da série Largo Winch, hoje editado pela Dupuis, e intitulado «Mer Noire». Os desenhos são de Philippe Francq e o argumento de Jean Van Hamme.


Em Portugal, estão editados seis álbuns da série, repartidos pela Bertrand Editora (#1,#2 e #3) e a Gradiva (#5, #6 e #15).





Largo Winch #17, «Mer Noire», Rancq e Van Hamme, Dupuis, 2010, 48 pp

Thorgal #32

Jolan, filho de Thorgal, reune-se com Manthor, no reino de Asgard, que lhe pede para recuperar uma maçã do pomar da deusa Idun. O fruto permitirá a eterna juventude à deusa Vynia, mãe de Asgard, condenada à velhice por Odin. Jolan terá de lutar com o pérfido Loki, enquanto Thorgal faz uma aliança com o mercador russo Petrov, a fim de poder enfrentar os seus misteriosos adversários. Yves Sente é o novo argumentista da série, substituíndo Jean Van Hamme, continuando Grzergorz Rosinski como desenhador.
Em Portugal, a série tem sido editada fugazmente, primeiro pela Livraria Bertrand, passando pela Futura e, finalmente, pela ASA, que editou o herói pela última vez em 2005. Em suma, somente quatro álbuns num universo de trinta e dois.


Thorgal #32, «La Bataille d'Asgard», Sente e Rosinsky, 2010, 48 pp.

9 de novembro de 2010

Mattéo #2

1917: um militante anarquista refugiado em Espanha, país do seu pai, Mattéo regressa de França para rever a sua mãe e o seu amor de juventude, Juliette. Contudo, Juliette casada com Guillaume de Brignac, recusa-se a seguir Mattéo, que parte para a Rússia acompanhado pelo seu amigo Gervásio. O seu objectivo é ajudar os bolcheviques na conquista do poder na Rússia dos velhos czares. Chega a Petrogrado em Outubro 1917, a tempo de assistir à Revolução Soviética. Torna-se repórter fotográfico e é actor da Revolução. Conhece uma nova paixão: Léa. Este é o argumento do 2º volume de Mattéo (o primeiro está editado em Portugal pela Vitamina BD), com assinatura de Jean-Pierre Gibrat, que ambiciona contar a história do seu herói de 1914 a 1939 (ano de início da 2ª Guerra Mundial).
Estou ansioso pela edição portuguesa!
Mattéo #2, Deuxiéme époque 1917-1918, Jean-Pierre Gibrat (o #1 está editado pela Vitamina BD)

8 de novembro de 2010

Borgia #4

Está completa a saga dos Bórgia em BD. O quarto volume da obra de Jodorowsky e Manara saíu no mercado francês, estando, para breve, a edição no mercado português pelas Edições ASA.
A expedição em Itália do Rei Carlos VIII de França termina em Nápoles com o afogamento do soberano nas lavas incandescentes do Vesúvio. Liberto do compromisso sacerdotal pelo seu pai, César Bórgia sonha reconquistar o país. ´
O sexo, a violência, a luxúria, o crime e o incesto continuam a pautar esta reconstituição do reino dos Bórgia, uma verdadeira máfia familiar, onde o poder determina todos os meios.


Bórgia, 4 volumes, Manara e Jodorowsky (os três primeiros já estão editados em Portugal pela ASA)

6 de novembro de 2010

Gaston #18


E esta semana, o 18º volume, o penúltimo...


Gaston #18, «Resmas de gafes», Franquin, Público/ASA, 46 pp, 6,40 €

Gaston #17


Está a terminar a colecção Gaston do Público/ASA. Na semana passada foi editado o 17º volume: «Gafes atrás de Gafes». Sempre de Franquin.


Gaston #17, «Gafes atrás de gafes», Franquin, Outubro de 2010, 46 pp, 6,40 €

Catálogo do 21º Festival Internacional de BD da Amadora

Termina amanhã o 21º Festival Internacional de BD da Amadora, este ano, como palco central, o Centenário da República Portuguesa. Como habitualmente, o certame edita um catálogo da exposição. O índice do catálogo deste ano é o seguinte:

  • O centenário da República
    Exposições
  • Prémios Nacionais 2010
  • Encontros
  • Novas Apostas
  • Exposições para os mais novos
  • Amadora Cartoon
  • Caricatura
  • 10 Anos de CNBDI
Brevemente, será lançado um catálogo dedicado exclusivamente à exposição sobre o autor português Fernando Bento.


21º AmadoraBD 2010 Centenário da República Portuguesa, Câmara Municipal da Amadora, 2010, 192 pp

5 de novembro de 2010

Hop! #127

Chegou-me hoje o nº 127 da Hop!, datada de Setembro de 2010. Passoalmente, a Hop! é a melhor revista sobre estudos de BD. Trimestral, esta revista francesa edita anualmente dois números dedicados à Nostalgie BD e os outros dois à Actualité BD. Este número é da série Nostalgie BD e destaco os seguintes artigos:


  • 1ª parte sobre um estudo sobre o autor francês Noel Gloesner (1917-1995), contendo além da sua biografia, a sua bibliografia no Fripounet (1946-1984), Francs Regards (1949-1951) e na revista Suzette (1956-1960). A complementar, a primeira parte de uma aventura de Gloesner intitulada Colonel X en Malasie);

  • 1ª parte do dossier Chott (Pierre Mouchot) (1911-1966), consagrado ao início deste desenhador francês, com o habitual ensaio bibliográfico. Podemos também deliciar-nos com a primeira parte de um aventura de Chott, de nome «Mowg - Fils de la Brousse»;

  • 12ª parte do dossiê Agente Secreto X-9, dedicado às últimas aventuras do herói, com data de 2007;

  • «Les Grands Classiques de la BD Americaine» - 1ª parte: As tiras diárias de 1928-1940, dedicado às aventuras de Tim Tyler's Luck;

  • E, finalmente, a 13ª parte da análise da obra de Marijac.


Hop! #127, Septembre 2010, 64 pp., 7,60 €

4 de novembro de 2010

Casemate #31

Já está na minha estante o #31 da revista de informação de BD, Casemate. O autor deste de Novembro é o Jean Dufaux, a propósito do lançamento da sua nova série, Barracuda. Depois temos as habituais entrevistas a testemunhar o lançamento das suas novas obras:
  • Fabien Nury e Sylvain Vallée - Il était une fois en France #4
  • Jean Van Hamme - Largo Winch #17

  • Maryse Charles - India Dreams #6

  • Alexandro Jodorowsky - Showman Killer #1

Finalmente, destaco um artigo, recheado com algumas pranchas, sobre o 2º volume da «A Maldição dos Trinta Denários» da série Blake et Mortimer, pelo qual ansiamos a edição portuguesa.



Casemate #31, Novembro de 2010, 100 pp, 6,40 €

Les Amis de Hergé #50

Chegou ao nº 50 a revista semestral do clube tintinófilo belga Les Amis de Hergé. Reservada exclusivamente a sócios, o número de Outono 2010 tem os seguintes destaques:
  • Os segredos do Capitão Haddock

  • Os espectros do Ceptro

  • Os barcos de Hergé: o Carmona

  • O fresco do túmulo de Kih-Oskh

  • Hergé e Haddock no país da nobre sede

  • O triunfo americano de Tintin

  • Os objectos derivados do mundo de Tintin

Les Amis de Hergé #50, Automme 2010, 48 pp, reservado a sócios

3 de novembro de 2010

dBD #48

Chegou-me hoje a revista francesa de informação sobre BD, a [dBD] #48, referente ao mês de Novembro. A salientar neste número uma extensa entrevista com Jean Dufaux, autor de Djinn e Murena, assim como uma outra com Patrick Cothias, no momento do lançamento da sua nova série, L'Ambulance, uma obra como cenário a 1ª Guerra Mundial. O «Making-Off» deste número é dedicado à nova série de Dufaux, Barracuda. A fechar, Henri Filippini brinda-nos com a sua rubrica «Série Culte» dedicada ao herói de Jean Graton, Michel Vaillant.

[dBD] #48, Novembro de 2010, 98 pp, 8,90 €

29 de outubro de 2010

Super-Heróis - Figuras de Colecção











Chegaram-me as figuras nº 25, 26, 27 e 28 da colecção da DC Comics, acompanhadas pelos respectivos fascículos. As figuras retratadas são a Deadshot, Black Adam, The Creeper e Spectre.

Deadshot ganhou a fama de ser um super-herói a soldo, frio e calculista. Porém, apesar da sua reputação obscura, também lutou para se redimir de todos os actos violentos que cometeu.

A história de Black Adam remonta à época dos faraós. Ao longo das eras Black Adam tem sido quer um herói quer um verdadeiro atormentador da Terra. Andrew Goletz conta-nos a história do atribulado portador do poder de Shazam.

A Força Espectral foi criada como um instrumento de punição divina. Durante uns anos esteve ao serviço de diferentes seres humanos para dar origem ao sombrio espírito conhecido por Spectre.

Todos os super-heróis têm uma pequena dose de loucura, mas no caso de Creeper é considerável. Há quem diga que é desequilibrado; para outros, é simplesmente um psicopata.

27 de outubro de 2010

O Escorpião #6


A ASA vai editar o 6º volume da série O Escorpião de Desberg e Marini. Neste episódio, «O tesouro do templo» (Le trésor du temple), o Escorpião, a cigana Méjai e Ansea, conseguiram libertar-se da gruta de Capadócia na qual julgavam poder encontrar a verdadeira Cruz de S. Pedro e o fabuloso Tesouro dos Templários. Uma inscrição numa espada parece indicar uma pista que conduz à última fortaleza dos Templários... Será o Escorpião, Méjai ou Ansea a levar até Roma a verdadeira Cruz de Pedro?”


O Escorpião, «O Tesouro do Templo», Desberg e Marini, ASA, 2010, 46 pp, 16 €

Novos álbuns do Tintin da ASA




A ASA, detentora dos direitos de edição em Portugal das edições de Tintin, vai editar mais três álbuns da nova colecção em novo formato: «A ilha negra», «O ceptro de Ottokar» e «O caranguejo das tenazes de ouro».

TINTIN – A ILHA NEGRA

“Ao ajudar um avião com problemas, Tintin leva um tiro. Encontra pistas dos agressores e os indícios levam-no até Inglaterra onde um certo Dr. Müller tenta matá-lo. Após conseguir escapar, Tintin persegue-o. Encontra vestígios do agressor na Ilha Negra, conhecida por ter uma "besta". É lá que descobre o esconderijo de uma quadrilha: Müller e seus comparsas, que são falsificadores de dinheiro. Tintin consegue prendê-los e revela a verdadeira natureza da besta: um gorila.

A primeira versão da Ilha Negra data de 1938 e a colorida de 1943. Em 1965, Hergé redesenhou inteiramente o álbum a pedido dos seus editores ingleses, que julgavam a representação da Grã-Bretanha ultrapassada. Pode observar-se um certo desequilíbrio entre o desenho moderno e Tintin, que continua o dos anos 30. De facto, A Ilha Negra é o único álbum da série que tem três versões diferentes.

TINTIN – O CEPTRO DE OTTOKAR

Tintin, acompanhando um velho professor, chega a um pequeno país do Leste da Europa, chamado Sildávia. Descobre que outro país, a Bordúria, quer apoderar-se do controle do reino, roubando o Ceptro de Ottokar. Este é venerado pelo povo e o imperador deve usá-lo no desfile de São Vladimir, festa nacional da Sildávia, caso contrário perderá o direito ao trono. Tintin descobre isto e tenta avisar o imperador, mas é impedido de entrar no palácio real, o castelo de Kropow, que está fortemente protegido por tropas imperiais. Apesar disso, o espião da Bordúria, Mustler, consegue roubar o Ceptro e tenta fugir do reino. Tintin consegue recuperar o Ceptro e retorna ao palácio, mesmo antes do começo do desfile. Assim a Sildávia mantém a independência.

? Nesta aventura é apresentada a personagem Bianca Castafiore.
? O nome Mustler é uma paródia com os nomes Mussolini e Adollf Hitler;
? Os habitantes da Bordúria assemelham-se aos nazis, devido aos aviões e aos uniformes.

TINTIN – O CARANGUEJO DAS TENAZES DE OURO

O caso da morte de um marinheiro investigado por Dupond e Dupont, está relacionada com o que parece ser uma lata de caranguejo. Tintin embarca num cargueiro chamado Karaboudjan, onde é capturado por um bando de criminosos que escondem droga dentro de latas iguais. Tintin consegue escapar num bote, juntamente com o capitão do navio, Haddock, que completamente alcoolizado acaba por afundar o bote. Entretanto, um hidroavião tenta matá-los, mas os nossos heróis conseguem apoderar-se dele, acabando por se despenhar no deserto. São salvos pela legião estrangeira francesa que os leva até um porto em Marrocos, onde o capitão Haddock reconhece o seu navio. Tintin e a polícia conseguem capturar a quadrilha.
Tintin, «A ilha negra», «O ceptro de Ottokar», «O caranguejo das tenazes de ouro», Hergé, ASA, 2010, 8.90 €/cada

24 de outubro de 2010

Blacksad - Pack de 4 volumes





A FNAC em parceria editou em parceria com a ASA um pack com os quatro volumes editados em Portugal da série de Cañales e Guarnido acompanhado por um desenho da série em formato A4.

Assim, aproveitei e fiquei com a colecção completa de Blacksad a um preço módico de 45 €.

Blaksad, pack «Algures entre as sombras», «Arctic-Nation», «Alma Vermelha» e «O inferno e o silêncio», Cañales e Guarnido, ASA

22 de outubro de 2010

As Aventuras de Lucky Luke segundo Morris #4

Aproveitando o lançamento no mercado francófono, a ASA editou o 4º volume d' As Aventuras de Lucky Luke segundo Morris: Lucky Luke contra Pinkerton. O desenho continua a ser do francês Achdé (Harvé Darmenton) com argumento de Daniel Pennac e Torino Benacquista. Pinkerton foi o pioneiro das agências de detectives privadas, que inspirou os actuais serviços secretos. Como xerife de Chicago, Pinkerton, democrata e esclavagista, havia erradicado o crime. Tremendamente ambicioso, Pinkerton incarna o nascimento do FBI e da CIA.
Esta edição tem a particularidade de ter três capas, uma da ASA, outra exclusiva para as lojas FNAC e a última numa edição do jornal Público. Um espectáculo!

As Aventuras de Lucky Luke segundo Morris #4, «Lucky Luke contra Pinkerton», Achdé, Pennac e Benacquista, ASA, 2010, 48 pp.