8 de maio de 2018

Claude Auclair - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Desenhador, Argumentista
(França) La-Barre-des-Monts, 1 de Maio de 1943 - Nantes, 20 de Janeiro de 1990

Claude Auclair frequenta cursos de Belas Artes em Nantes,  decorarando cenários para peças de teatro. No final dos anos 60, ilustra revistas de ficção científica, sendo incentivado em 1970 por Moebius e Philippe Druillet para se juntar a revista Pilote. Desenha várias histórias curtas e, mais tarde, a série Jason Muller. Quando o editor-chefe René Goscinny cancela a série, Auclair vai para a Record, onde começa a desenhar a série Catriona McKilligan (textos de Jacques Acar).
Ingressa na revista Tintin e cria a sua série mais famosa, Simon du Fleuve. Saga pós-apocalíptica, é publicada até 1978, tendo uma breve reaparição em 1988, quando Auclair assume um segundo ciclo até 1989. Participa, igualmente, no projecto Á Suivre em 1978, produzindo histórias humanistas sobre a escravidão negra (Le Sang Flamboyant) e a história bretã (Bran Ruz). Enquanto trabalha na parte final de sua trilogia Celui-là, morre em 1990, sendo a série concluída por Mézières e Tardi.

Séries publicadas em Portugal:

One-shots publicados em Portugal:
  • Os náufragos de Arroyoka (Les naufragés d'Arroyoka), 1971, Auclair e Greg, Tintin #46/6º ano a #16/7º ano; Álbum Livraria Bertrand
  • A saga do Grizzly (Saga du Grizzly), 1971, Auclair, Mundo de Aventuras Especial #22; Jornal da BD #190 a #192; Álbum Editorial Futura
  • A saga do «Narigudo» e do lobo «Três Patas», 1971, Auclair, Almanaque «O Mosquito» de 1983; Jornal da BD #190 a #192; Álbum Editorial Futura
[actualizado em 12-1-2015]

Sem comentários:

Enviar um comentário