15 de maio de 2017

Jean Valhardi - Ensaio de quadriculografia portuguesa

Ficha técnica:
Aventura
(Bélgica) Spirou #40, 2 de Outubro de 1941 - Spirou #2423, 20 de Setembro de 1984
Jean Doisy (argumento), Jijé (desenhos)
Outros autores: Eddy Paape, Jean-Michel Charlier
Estreia em Portugal: Cavaleiro Andante nº 393, 11 de Julho de 1959
Outras publicações: Cavaleiro Andante Especial, Foguetão, Zorro

Jean Valhardi é um detective de uma companhia de seguros que percorre os quatro cantos do mundo, onde a aventura e o mistério fazem parte do seu quotidiano. Os seus companheiros são o adolescente Jacquot, o divertido Gégéne e o jornalista ArsèneJijé assegura os desenhos até 1947, sendo substituído por Eddy Paape. Paralelamente, Jean Doisy assina entre 1948 e 1950 um grande número de romances de Valhardi para a colecção «Grands Récits de Spirou». A partir de 1949, Yvan Delporte e depois de 1954, Jean-Michel Charlier asseguram os argumentos, sempre com a arte de Eddy Paape. Em 1956 e até 1965, Jijé retoma a sua criação com alguns argumentos do seu filho Philip. Os últimos episódios são desenhados por Guy Moumimoux. Após uma longa ausência, o detective reaparece em 1982 com os textos de André-Paul Duchateau e Jacques Stoquart e a arte de René Follet.

Quadriculografia portuguesa:
  • O raio super-gama (Le rayon super–gamma), 1952, Paape e Charlier, Cavaleiro Andante #393 a #426
  • A máquina de conquistar o mundo (La machine à conquérir le monde), 1953, Paape e Charlier, Cavaleiro Andante #433 a #466
  • O enigma do castelo (?), ?, Paape e ?, Nº Especial Cavaleiro Andante Natal 1956
  • O sol negro (Valhardi contre le soleil noir), 1956, Jijé, Foguetão #1 a #13 e Cavaleiro Andante #510 a #523
  • A quadrilha do diamante (Le gang du diamant), 1957, Jijé, Zorro #38 a #48

Sem comentários:

Enviar um comentário